Close
5 horríveis “Felizes para sempre”

5 horríveis “Felizes para sempre”

Nem sempre houve um “felizes para sempre”. Durante gerações, os populares contos de fadas foram se adaptando até chegarem nos estúdios da Disney, onde foram amenizados. As histórias originais tinham finais horrendos, envolvendo homicídios, tortura e estupro.

Conhecidos por registrar estas histórias, os irmãos Jacob Grimm (1785) e Wilhelm Grimm (1786), ou popularmente conhecidos como “Irmãos Grimm” colecionavam várias histórias de alemães. É claro, elas já existiam muito tempo antes, a maioria vem do folclore europeu, na época medieval. Para entender o motivo desses contos terem esse conteúdo pesado, devemos levar em conta a época. Na idade média, era comum pessoas serem mortas por um ataque de lobo – era um perigo real. Então, as histórias sempre tinham uma moral, para educar as crianças, assim como hoje.

Ilustração: Gustave Doré
Ilustração: Gustave Doré

Chapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho Vermelho, sempre foi uma das minhas histórias preferidas. A menina vai levar uma cesta de doces até sua avó, que estava doente e, no caminho, ela encontra um lobo, que tenta devorá-la. No final, o animal é afugentado pelo caçador. Na versão de 1984, dos Irmãos Grimm, o caçador encontra o lobo dormindo na cama da vovózinha e, usando uma tesoura, abre a barriga do animal para tirar chapeuzinho e sua avó, que foram devoradas pelo lobo. Antes mesmo que o bicho acorde, a menina enche a barriga dele de pedras, impedindo o lobo de correr, no fim, o animal morre. Existem muitas conotações sexuais, por exemplo, em outra versão, que também é bem conhecida, não existe lobo. A figura do animal era, na verdade, um homem, grande e peludo, que estupra chapeuzinho e sua avó. Já o gorro de chapeuzinho representa a chegada da menstruação, colocando a personagem como uma menina atraente, sensual e educada. Na época, havia um coloquialismo que quando a menina perdia a virgindade, dizia-se que ela “tinha visto o lobo”.

Branca de Neve
No conto da Branca de Neve, a qual todos conhecemos, a moça é branca como a neve, tem lábios vermelhos como sangue e cabelos negros como a noite. A rainha má pede para que matem Branca, em vez disso, o caçador mata um animal na floresta e entrega o coração para a madrasta. Assim a história se desenrola, com a maça envenenada, os sete anões e o príncipe encantado. Já na versão original, a rainha pede o fígado e o pulmão de Branca de Neve, os dois órgãos seriam o prato principal do jantar, que seria servido naquela noite. No conto dos irmãos Grimm, a rainha visita a casa dos anões três vezes, uma com um corpete de seda, apertando tanto a ponto de quase matar a moça; na segunda, com um pente enfeitiçado, na qual falha mais uma vez ao tentar matar Branca de Neve; na terceira, com uma maça envenenada, finalmente funciona, ou quase isso. Tempo depois, chega um príncipe querendo comprar a mulher desfalecida, que estava num caixão de vidro. Depois de insistir tanto, os anões vendem Branca de Neve para o príncipe (fiquei me perguntando o que ele queria com uma moça morta num caixão, fica para refletir). Enquanto o príncipe estava no cavalo, seus empregados carregavam a cripta, por um momento de descuido, eles derrubam a cripta no chão, então, Branca acorda e se casa com o príncipe. Por fim, a rainha fica sabendo do casamento, tenta impedir a cerimonia, mas acaba sendo forçada a usar um sapato enfeitiçado, que faz com que ela dance até cair morta.

Foto: Daniela Drescher
Foto: Daniela Drescher

Cinderela
Cinderela é um dos contos mais antigos já registrado, existem versões gregas, até mesmo antes de Cristo e na china nos anos 800. Portanto, são centenas de contos. Um dos mais conhecidos é que Cinderela foge com seu pai, que quer se casar com a filha, porque lembra sua falecida esposa. Conhecemos também a história em que “Cindy”, como é chamada no filme da Disney, era uma jovem sofrida, trabalhava muito para sua madrasta e suas meias irmãs. No dia do baile, no qual ela é proibida de ir, surge uma fada madrinha que transforma uma abóbora em carruagem, faz sapatinhos de cristal e o príncipe se apaixona por ela e assim vai. O conto original, dos Irmãos Grimm, é quase a igual, tirando o fato de que na hora que o príncipe começa a procurar pela dona do sapatinho de cristal, deixado na escada do castelo, as irmãs de Cinderela começam a cortar seus dedos para seus pés entrarem no sapatinho. O sapato serviu em Cindy, logo o príncipe reconhece sua noiva. Então eles vão se casar, quando as irmãs vão assistir ao casamento, os pássaros começam a bicar seus olhos e elas ficam cegas. Simples assim.

Bela Adormecida
Na versão que conhecemos da Bela Adormecida, a princesa espeta seu dedo em uma roca, dormindo por cem anos. Até o príncipe chegar e dar um beijo de amor verdadeiro. Enfim, felizes para sempre. Muito lindo, não é? Mas na versão original não é uma maldição que faz Aurora dormir num sono profundo, mas sim uma profecia. Ela espeta o dedo em uma agulha e dorme. Então, o rei vê a princesa dormindo e estupra a moça. Nove meses depois, dá a luz a duas crianças, mesmo dormindo. Com fome, uma das crianças chupa seu dedo, sugando o veneno. Por fim, acorda com dois filhos.

João e Maria
No conto popular, João e Maria, descobrem uma casa de doces no meio da floresta, onde vive uma bruxa que os torna prisioneiros. Eles enganam a bruxa e conseguem sair da casa. Na versão francesa do conto, originalmente chamada de “The Lost Children (As Crianças Perdidas, em português), em vez de uma bruxa, temos um demônio, que captura Hansel e Gretel e os fazem de escravos. Ele não cai na mesma armadilha que a bruxa e, nesta versão, o demônio quer cortar a cabeça das crianças na guilhotina. Os meninos se fazem de inocentes e fingem não saber como colocar a cabeça no instrumento. O demônio coloca a cabeça, para uma demonstração, ao fazer isso, os dois puxam a alavanca decapitando-o, por fim, eles fogem da casa de guloseimas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close