Close
Brechó Lavô tá Novo: duas amigas e vários jeans viajantes

Brechó Lavô tá Novo: duas amigas e vários jeans viajantes

Carina e Adriana, fundadoras do brechó Lavô tá Novo, compartilham detalhes de seu 9º editorial feito somente com peças jeans.

Há cinco anos no mercado da moda curitibana, o brechó Lavô tá Novo chega ao seu 9º editorial lançado oficialmente ontem (22/09) no espaço físico localizado na Avenida Vicente Machado, uma das ruas mais movimentadas do bairro mais nobre da cidade. Com curadoria de Adriana Vaini e Carina Cardoso, amigas e fundadoras do brechó, o tema da vez foi o jeans.

Nesse editorial (para ver ele completinho é só clicar aqui), Cá e Adri apostaram em algo mais clean para falar de um tecido tão básico e atemporal. “Trabalhamos com um fundo branco, neutro e deixamos a peça aparecer bem. A gente coloriu um pouco mais a maquiagem, fez um cabelo um pouco mais bagunçado, mas não deixamos poluir. O protagonista no editorial é o jeans e não o que está ao redor dele”, conta Adri.

Brechó Lavô tá Novo
Brechó Lavô tá Novo – Arara com peças em jeans | Foto: Elizabet Letielas

Quatro fatores foram fundamentais para a escolha de destacar o tecido existente há mais de cem anos:

Nunca sai de moda
A palavra atemporal, de fato, representa o jeans. O tecido nascido na França, vingado na Califórnia como uniforme resistente para mineiros – ideia de Levi-Strauss – é até hoje um item visto nas semanas de moda e em nosso cotidiano. Dentro do brechó Lavô tá Novo, as peças em jeans conseguem dar um leque de opções para os consumidores. Como as próprias fundadoras explicam, o negócio delas não consegue trabalhar com vários itens de um mesmo modelo de roupa, como as lojas fazem. Focar um pouco no jeans ajuda nesta questão, pois ao fotografar uma camisa jeans no editorial, elas não precisam vender para o cliente exatamente aquela, mas terão outras opções de modelos semelhantes.

Responsabilidade como brechó
Uma das maiores responsabilidades da moda atualmente é promover o consumo consciente, em razão dessa área descartar por ano 92 milhões de toneladas de resíduos, de acordo com o Relatório da Indústria da Moda. Os brechós cumprem com maestria essa responsabilidade, impedindo roupas usadas de irem diretamente para lixões e aterros. Quando falamos de jeans, o papel é cumprido com duas vezes mais sucesso, afinal, ele é um dos tecidos mais impactantes no meio ambiente (explicamos isso aqui). “O jeans é bastante poluente e como brechó a gente tem essa coisa de pegar uma roupa usada, que já poluiu, já usou todos os materiais e está parada em algum lugar e damos um sentido novo para ela. Ao invés de uma pessoa ir numa loja e comprar um jeans novo, ela pode poluir menos ao comprar aqui com a gente algo usado poucas vezes ou até mesmo muitas vezes, mas se mantém intacto”, exemplifica Cá.

Brechó Lavô tá Novo
Brechó Lavô tá Novo – Arara com peças em jeans | Foto: Elizabet Letielas

Paixão nacional e pessoal
“Você anda na rua e vê todos os tipos de pessoas de jeans, de todas as idades, de todas as classes, usando de todas as maneiras possíveis e sem tirar ninguém de cena. Ele é inclusivo e democrático”, explica Adri sobre como ela vê o jeans na sociedade. E ele não só paixão nacional não! O fato de ser paixão pessoal também foi levado em consideração na hora de planejar o editorial. Ambas afirmam: o item está em seu dia a dia, seja em calça, jaqueta, blazer, camisa e afins.

É o que tem pra hoje
Ser um brechó e fazer um editorial é um pouco complicado justamente por um ponto citado acima: eles não têm diversas opções da mesma peça. Desta forma, os editoriais do brechó Lavô tá Novo são feitos com base na maior quantidade de peças compradas (geralmente vendidas para elas pelas próprias clientes). “Como a gente não tem fornecedor fixo, não temos como programar que daqui seis meses a gente vai fazer um editorial de couro, lã… Tudo acontece e é definido de acordo com o que vai chegando. Nos últimos tempos nos deparamos com uma boa quantidade de jeans, então fechamos o editorial em jeans!”, revela Adri.

Brechó Lavô tá Novo
Brechó Lavô tá Novo – Arara com peças em jeans | Foto: Elizabet Letielas

Os critérios para as peças jeans terem sido escolhidas (fica aí o alerta para quem quer vender no brechó Lavô tá Novo!) foram os seguidos pelas amigas à risca com todos os itens que compram: as peças precisam estar em boa qualidade, em bom estado e atender ao que o público gosta. A curadoria, tanto para o editorial quanto para compra de roupas, é feita sempre com foco no melhor estado da roupa e, é claro, no fato dela estar limpa. Afinal, lavô, tá novo!

Caso você tenha itens que preenchem o requisito para vender para o brechó delas ou então ficou com aquela vontade de consumir de uma maneira mais consciente, o Lavô tá Novo fica na Avenida Vicente Machado, 666.

Gostou do conteúdo? Quer saber ainda mais sobre o jeans? A jornalista, fundadora do Even More e cliente fiel do brechó Lavô tá Novo, Carmela Scarpi, foi convidada para contar porque o jeans é vilão e mocinho no mundo da moda. O vídeo está disponível aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close