Close
Cara, coroa, rainha: Neon

Cara, coroa, rainha: Neon

Ser drag é como ser um pintor, onde seu próprio corpo é a tela. A maleta de maquiagens é enorme, tem sombras de diversas cores, além glitter e pó compacto. O processo é lento, são quase três horas para Giovane Reynard se transformar em Neon.

A inspiração para a transformação é a drag Milk Queen, de RuPaul, e Lady Gaga. Neon é caloura, tem 8 meses de vida. Mas Giovane diz que sempre quis sair meio diferente na rua, “meio estranho, com coisas coladas no rosto e glitter na barba”.

Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit

Ser drag é caro, a maleta custa aproximadamente R$ 700 e a peruca, que vem da China, em torno de R$ 70. A cor da sombra, da sobrancelha e da boca depende da roupa que ela vai usar. A intenção de Giovane não é necessariamente parecer uma mulher. Ele até comenta que, às vezes, sai um erro ou outro na maquiagem, mas dependendo do que acontece, ele vai para a noite mesmo assim, porque Neon é estranha e os erros são perdoáveis. “Teve uma vez que não conseguia fazer a sobrancelha de jeito nenhum. Então, colei várias flores em minha testa. ” Quando o estoque de ideias acaba, a inspiração de Giovane é olhar algumas fotos e filtrar os looks, fazendo o estilo próprio de sua drag. “É divertido pegar de inspiração e fazer piração”, brinca.

Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit

Enquanto eu e Uliane acompanhávamos, Miau – gato de Giovane – circulava pelos cantos e dava saltos por cima da sacola de roupas de Neon. As peças são variadas, tem vestido, macacões e blusas. O salto ele não gosta, nem usa muito. “Faço o tipo de drag conforto”, afirma. Até porque Neon não quer ser feminina, prefere ser mais fiel ao Giovane esquisito.

Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit

A arte drag pode virar profissão. Um exemplo é RuPaul, apresentador do reality “RuPaul’s Drag Race” que, de acordo com a revista britânica “What Culture”, tem uma fortuna em torno de 7 milhões de dólares. Giovane comenta: “acho que todos, em algum momento, já pensaram em seguir como profissão”. Agendando 2 ou 3 shows por semana, o cachê, para ele, pode se tornar interessante.

O papel de uma drag queen é algo político. É um homem com maquiagem e peruca, que além de entreter, faz com que as pessoas repensem no que é dado como “certo”, que é um homem com terno e gravata.

Foto: Uliane Tatit
Foto: Uliane Tatit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close