Close
Crítica Insatiable: motivos para assistir (ou não) a nova série da Netflix

Crítica Insatiable: motivos para assistir (ou não) a nova série da Netflix

Antes mesmo de sua estreia oficial pela Netflix, a série “Insatiable” estrelada pela ex-act da Disney, Debby Ryan, já deu o que falar: o show sofreu duras críticas por ser uma série gordofóbica. Até rolou uma petição assinada por mais de 229.00 pessoas (até a publicação dessa matéria) para o serviço não colocar os episódios no ar, mas desde ontem (10/08) a primeira temporada já está disponível na íntegra.

Se você estava alheio a internet na última semana, te convido, primeiramente, a assistir o trailer:

A premissa da série é a seguinte: um advogado insatisfeito com sua vida acaba se tornando um treinador em um concurso de beleza. Lá, ele acompanha uma adolescente tímida, que sonha em ganhar a competição. O advogado só não imagina que a jovem planeja se vingar de todos os colegas que já zombaram dela.

No primeiro episódio somos apresentados a Patty (Debby Ryan), uma jovem de 17 anos que está no High School e é a única garota gorda da sua escola. Os alunos zombam do seu corpo e durante toda aula a chamam de “Fatty Patty”. Ela, por sua vez, desenvolve problemas de autoconfiança e, cada vez que sofre Bullying, corre atrás de comida para abafar os sentimentos. Certa noite, enquanto come seu chocolate, a jovem é abordada por um morador de rua que tenta roubar a sua comida (e a chama de gorda). Num acesso de raiva Patty dá um soco no mendigo e ele retribui, quebrando a sua mandíbula.

A jogada de marketing da Netflix, gerou polêmica pois o trailer de Insatiable causa a impressão de que Patty emagrece durante as férias de verão apenas por vingança, o que não acontece de fato. Na verdade ela só pode consumir líquidos durante os 3 meses e assim perde seu peso.

Se você está em dúvida se assiste ou não Insatiable, vou citar alguns motivos do por quê você deve ou não fazer:

Motivos para não assistir Insatiable

1) Temas pouco aprofundados

Apesar dos temas como alcoolismo e divulgação de imagens íntimas na internet, a série não vai a fundo com os assuntos, que geralmente começam e terminam no mesmo episódio. Nesse último caso, uma das competidoras divulga suas próprias imagens para desclassificar Patty do concurso de beleza. A série peca (e muito) ao colocar as mulheres uma contra as outras em diversos momentos.

2) Temas abordados de maneira errada
ALERTA SPOILER: Bob Armstrong (Dallas Roberts), é acusado de assediar sexualmente de uma de suas competidoras. A acusação é sem fundamento e feita por vingança, já que a competidora não ganhou o concurso. O mesmo acontece quando Dixie (Irene Choi) tem suas imagens íntimas divulgadas na internet em nenhum momento ela procurou ajuda policial para solucionar o problema. Aliás, ela mesmo nem ligou para isso. A série pode ter errado nesse quesito, já que pessoas que têm suas imagens divulgadas sem permissão, são extremamente julgadas e tratadas como culpadas.
Outro erro é o descaso ao abordar a questão da compulsão alimentar de Patty. Em momento algum a jovem procurou ajuda médica para doença.

3) Humor negro e piadas pouco convincentes
A série é Trash (assim como Scream Queens), e apela para sátiras e piadas pesadas, como com bulimia e anorexia. A série tem o ensinamento “Bullying não é nada legal”, mas ao jogar assuntos polêmicos e sérios de maneira divertida pode estar cometendo um erro e desagradar a quem assiste.

Motivos para assistir Insatiable

1) A série não é somente sobre vingança
Se no trailer dá a impressão que Patty vai sair que nem louca, *spoiler* ateando fogo em moradores de rua, você está bem enganado. Patty tem diversos acessos de raiva e acaba se vingando das pessoas que fizeram mal para ela (antes de depois do emagrecimento). Mas a série mostra que não é porque você é magra que tudo é perfeito.

2) Representatividade
A série aborda temas como alcoolismo, concursos de beleza, relações familiares, elite americana e representações LGBT. Mas, como nem tudo são flores, os atores e atrizes em sua maioria são extremamente magros (Patty no primeiro episódio é a única personagem gorda), mas tem diversificação em cores e etnias. As mulheres ocupam espaço de importância. A série é delas.

3) Relações familiares
Insatiable trata de familiares e mostra que nem tudo é perfeito. Muito menos para quem tem dinheiro. Por exemplo: Brick (filho de Bob, interpretado pelo ator Michael Provost) encontra no sexo uma forma de fugir da sua própria família. Coralle, papel interpretado por Alyssa Milano, faz de tudo para entrar na elite americana, até esconder o seu próprio passado. A série mostra que não é possível apagar o seu passado, mas é possível viver com ele.

Insatiable é um bom exemplo do que é clichê. Se você gosta de séries com temática adolescente ou algo que se possa assistir em uma tarde de sábado, ela é uma boa pedida. O lançamento da Netflix também mostra com a ficção como é possível aprender com o erro dos outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close