Close
Malú: a poderosa do pop espanhol

Malú: a poderosa do pop espanhol

“Malú é a voz feminina indiscutível do pop nacional contemporâneo com mais de 2 milhões de cópias vendidas, 12 álbuns publicados e 22 discos de platina que agitam sua carreira de sucesso”. São com essas palavras publicadas no site da Cadena Ser, principal emissora de rádio da Espanha, que iniciamos o texto do Passaporte Musical da semana.

María Lucía Sánchez Benítez, conhecida simplesmente como Malú, é uma cantora de 34 anos nascida em Madrid, na Espanha. Filha de Pepe de Lucía – um dos principais cantores de flamenco do país – e sobrinha de Paco de Lucía – guitarrista que tornou a música flamenca conhecida no mundo inteiro -, Malú viu surgir a oportunidade de seguir carreira artística aos quinze anos, quando um produtor musical a viu cantar em uma festa. Na verdade, em entrevista a um jornal espanhol, ela confessou que essa foi sua maneira de “escapar” do colégio. Assim, seu álbum de estreia foi lançado em 1998 pela gravadora Pep’s Records. O primeiro single, intitulado “Aprendiz”, é uma composição do cantor Alejandro Sanz.

O disco, repleto de canções pop e baladas românticas, foi um sucesso na Espanha e em grande parte da América Latina, rendendo à jovem artista quatro discos de platina, o título de revelação do ano e um contrato com a Walt Disney Records para gravar a versão em espanhol da música “Reflection”, da animação Mulan. No ano seguinte, Malú lançou seu segundo álbum, “Cambiarás”, em que já foi possível notar um amadurecimento na voz da jovem cantora, que soava bem mais forte. O grande sucesso do disco fez com que ela assinasse contrato com uma gravadora bem maior que a anterior: a Sony Music e, em 2001, seu terceiro álbum “Esta vez” chegou às lojas. Mas foi a partir do quarto disco, “Otra piel”, que a cantora passou a arriscar e a mesclar diferentes ritmos a suas já marcantes baladas, algo que ficou ainda mais evidente em seu quinto álbum de estúdio lançado em 2005, intitulado “Malú”.

Em 2006, o álbum “Desafío” trouxe um lado diferente da artista: o de produtora. Os maiores destaques do álbum são certamente a balada “Si Estoy Loca” e a divertida e original “No Voy a Cambiar”, considerada pela crítica e pelo público como a música e o videoclipe mais cômico de sua carreira.

Mas foi apenas em 2010, com o disco “Guerra Fría”, que Malú se aventurou pela primeira vez como compositora. Suas canções “Blanco y Negro” e “Ahora Tú” ficaram por várias semanas na primeira posição das canções mais vendidas da Espanha. O êxito do álbum rendeu à cantora uma indicação ao Grammy Latino na categoria “Melhor Álbum Vocal Pop Feminino” e o prêmio de “Melhor Canção Nacional” nos Premios 40 Principales.

Em 2013, com o álbum “Sí” e seu primeiro single, “A Prueba de Ti”, Malú firmou sua imagem como a mais importante cantora pop espanhola da atualidade. Além de diversos prêmios e uma exitosa turnê por vários países, a artista foi convidada como técnica na versão espanhola da competição de talentos The Voice e tornou-se garota propaganda da L’Oreal e Swarovski.

Para quem gosta da música pop, mas está um pouco cansado da aparente mesmice de seus artistas, vale a pena dar uma chance a essa cantora que incorpora a suas canções batidas tipicamente espanholas. Seu trabalho mais recente, “Caos”, surpreendeu novamente o público ao conter um número maior de músicas alegres e positivas. Para conferir, basta dar uma olhada em seu canal no Youtube!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close