Close
O universo de McQueen com Christopher Breward

O universo de McQueen com Christopher Breward

O diretor de artes da Universidade de Endinburgh foi quem ministrou a palestra do terceiro dia do Colóquio de Moda. Christopher Breward trabalhou com Alexander McQueen e, acompanhado de um terno que o estilista fez para ele com suas medidas exatas, Christopher seguiu toda palestra contando curiosidades, histórias e palpitando sobre a vida do estilista britânico.

O grande destaque da palestra foi o blazer que Christopher levou. Ele pertencia ao tempo da coleção de 1986. Sua diferença era a leveza, as medidas feitas conforme os movimentos do corpo, o botão no centro, a modelagem longa e os ombros largos. “O foco era produzir roupas elegantes para homens elegantes”, concluiu. A coleção tinha mais de vinte peças e as mais caras chegavam a ter botões de ouro e até diamantes. Mas a coleção mal foi comprada, não gerou lucros e ainda foi mal falada por jornalistas.

Foto: Reprodução/Coleção de Graduação McQueen 1992
Foto: Reprodução/Coleção de Graduação McQueen 1992

Segundo Christopher, milhares de artigos falam sobre a fascinação de McQueen pelo lado obscuro de Londres e essa preferência por esse lado causou também muitos comentários negativos por parte da imprensa sobre o estilista.
Foi em sua pós-graduação que ele lançou sua coleção que revelava essa sua paixão. Suas roupas foram todas inspiradas em Jack, O Estripador. O mais curioso de tudo é que em sua coleção, McQueen pediu às prostitutas que dessem a ele mechas de seus cabelos que foram colocados nas peças.

Os julgamentos foram diversos, diziam que McQueen estava contra o universo feminino e que queria ressuscitar um matador de mulheres.

Londres hoje, lamenta Christopher, não é a mesma que inspirava tanto McQueen, mas ele acredita que a tradição da marca de seu amigo ainda é mantida pela atual diretora, Sarah Burton. “Eles trabalhavam juntos e têm a mesma linha de pensamento, portanto a marca esta em boas mãos”, afirmou.

O conselho final do diretor de artes de Endiburgh foi para todos que querem se envolver no mundo da moda: “Essa aspiração em trabalhar com grandes grifes é uma promessa falsa, não se deixem ser encantados pelas marcas de luxo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close